Preços e tipos de ingressos da Comic Con Experience 2019 (CCXP)

A Comic Con Experience, também conhecida pela sua sigla CCXP, é um evento que reúne artistas, fãs e diversos produtos da cultura nerd, gamer, geek e tech mundial.

No evento são disponibilizadas vários estandes das indústrias de videogames, histórias em quadrinhos, filmes e séries, além da presença de vários ícones desse universo.

A CCXP 2019 vai acontecer só no final do ano, do dia 5 até o dia 8 de dezembro, porém, quem quiser ir deve correr, pois já há ingressos esgotados.

Uma novidade para a edição deste ano é o ingresso social, dando assim um bom desconto para quem doar á feira um livro novo ou usado em bom estado. Esse livro será direcionado pela CCXP á instituições de caridade.

Os ingressos terão 4 modalidades:

Ingresso Convencional: Acesso a todas as atrações do dia, como estandes, palestras e lojas.

Ingresso Epic Experience: Todos os benefícios do ingresso convencional + autorização para entrada uma hora antes da abertura oficial, vale foto com ou autógrafo de um artista convidado, desconto de 10% nas lojas do festival e kit Epic (camiseta, pôster, chaveiro e outros brindes) e entrada na Spoiler Night (abertura da feira um dia antes da abertura oficial).

Ingresso Full: Todos os benefícios do ingresso convencional e Epic + acesso á entrada VIP, ao VIP Lounge (com alimentação e cocierge), entrada no Auditório Cinemark XD com lugar reservado, vale foto com ou autógrafo de quatro artistas convidados e quatro colecionáveis da Iron Studios.

Ingresso Unlock: Todos os benefícios do ingresso convencional + autorização para entrada uma hora antes da abertuar oficial, entrada na Spoiler Night, passeio guiado na montagem do evento, na quarta-feira, e conferência especial nos dias 03 e 04 com café da manhã e almoço inclusos.

Os valores dos ingressos são:

Convencional:
05/12: R$180,00 inteira, R$90,00 meia e R$110,00 social.
06/12: R$240,00 inteira, R$120,00 meia e R$140,00 social.
07/12: R$360 inteira, R$180,00 meia e R$200,00 social. (ESGOTADO)
08/12: R$360 inteira, R$180,00 meia e R$200,00 social.
Pacote 4 dias: R$960,00 inteira, R$480,00 meia, R$540,00 social.

Epic Experience:
Apenas pacote 4 dias: R$1.300,00, valor único.

Full:
Apenas pacote 4 dias: R$8.000,00, valor único. (ESGOTADO)

Unlock:
Apenas pacote 4 dias: R$1.800,00, valor único.

Quem se interessou deve comprar os ingressos pelo site oficial do evento.

O mais novo Notebook gamer da Lenovo; Conheça o Legion Y530

A Lenovo é uma fabricante de notebooks muito conhecida por suas versões corporativas e domésticas. Nos últimos anos a marca decidiu mostrar que também sabe fazer dispositivos gamers. Para aprimorar essa ideia, vem aí o mais novo Lenovo Legion Y530, com uma ficha técnica que roda qualquer game do mercado.

O acabamento do Legion Y530 é discreto. Com um design simplista ele não é um notebook gamer com vários LEDs coloridos e detalhes chamativos como os que costumamos ver. Possui apenas LEDs branco nas teclas com 3 níveis de luminosidade. O sistema de resfriamento também é bem aparente. São 4 saídas de ar localizadas nas laterias e na traseira.

A tela tem um tamanho justo, 15,6 polegadas. A qualidade de pixelagem também não deixa espaço para críticas. O notebook usa tecnologia LED IPS e possui 1920×1080 pixels. O aspecto que se diferencia das demais é a tela antirreflexiva, que não atrapalha em ambientes muito iluminados.

Agora vamos para a parte que mais importa quando se trata de um notebook gamer: O desempenho.

O Lenovo Legion Y530 traz um processador Intel Core i5 Quad-core com 2,3GHz. A memória RAM possui 8GB DDR4. Quanto ao armazenamento interno a Lenovo garantiu 1TB. A placa de vídeo é uma GTX 1050 com 4GB.

Para os mais exigentes, há uma versão com Intel Core i7, 16GB de RAM e GTX 1060 com 6GB.

Traduzindo: A versão com i5 roda todos os jogos do mercado, pelo menos, no gráfico medio para alto. Já a versão mais parruda, roda quase tudo no gráfico ultra, no mínimo no alto para ultra em jogos mais avançados.

A única queixa negativa do notebook é a memória interna. O espaço de 1TB é bom, mas o HD usa tecnologia magnética, que é mais lenta que a SSD. Esse aspecto não atrapalha a experiencia in-game, apenas o processo de carregamento do mesmo, podendo demorar até 2 minutos para abrir jogos mais pesados.

A versão com i5 e 8GB de RAM sai custando R$4.999. A que conta com i7 e 16GB, tem o valor de R$7.100.

A visão geral do aparelho é positiva e as especificações batem com o preço. O único cuidado que a Lenovo não teve e que pode atrapalhar as vendas é o armazenamento interno, visto que há notebooks com um preço parecido com tecnologia SSD ou até HDSSD.



Google bane da Play Store desenvolvedor com mais de 600 milhões de downloads; entenda

A desenvolvedora chinesa de aplicativos DO Global foi expulsa da loja oficial da Google, a Play Store, sob acusação de envolvimento em esquema de fraude relacionada á cliques fantasma em anúncios.

A fraude, que foi relatada pelo site BuzzFeed, era feita por um código malicioso inclusa nos aplicativos da desenvolvedora.

Este código fraudulento funcionava basicamente de duas formas:

A primeira era colocando anúncios pop-ups em cima de botões dos próprios aplicativos, forçando o usuário a clicar nele. Essa prática é considerada abusiva e proibida pela Google.

A segunda é a mais grave. Os aplicativos ficavam rodando em segundo plano gerando cliques fantasmas nos anúncios, causando prejuízo tanto para quem paga pelo anuncio, pois o mesmo não era visto, tanto para o dono do smartphone, que tinha sua internet e processamento do dispositivo gastos para hospedagem desse sistema fraudulento de cliques.

6 aplicativos foram denunciados pela BuzzFeed, porém, a Google já removeu mais de 40 outros apps, todos da DO Global, removendo também seu direito de disponibilizar produtos na Play Store.

Vale lembrar que a DO Global é uma sub divisão da empresa Baidu, que também já sofreu sanções por forçar cliques á seus usuários.

Facebook bane testes de personalidade

O Facebook anunciou que nos próximos dias aplicativos internos ou externos da rede social estarão proibidos de realizar ou divulgar testes de personalidade que exijam informações de seus usuários.

A maioria dos testes estavam disponíveis por anos e a caráter de curiosidade acabavam atraindo os usuários da rede social de Mark Zuckerberg.

Na maioria dos quizzes as pessoas respondiam perguntas diretas com fatos e interesses pessoais e no fim recebiam como resposta um texto descritivo sobre sua personalidade ou até algum personagem famoso com a qual suas características se encaixavam.

O que a maioria dessas pessoas não tomava conta era de que essas informações são de grande valor e poderiam ser armazenadas e divulgadas posteriormente.

Fato que aconteceu no grande escândalo que envolveu a empresa Cambridge Analytica, no ano passado. Pelo menos 87 milhões de usuários do Facebook que participaram de testes ou quizzes na rede social tiveram seus dados armazenados e compartilhados.

Além da proibição desses tipos de teste o Facebook tomou outras medidas que devem garantir a segurança dos seus usuários, como a alteração na permissão de acesso de dados que só poderá acontecer se o usuário utilizar a aplicação nos últimos 90 dias.

O Facebook não disse claramente que as novas políticas estão ligadas ao escândalo Cambridge Analytica, porém, é de extrema clareza que as medidas de segurança precisavam ser atualizadas e este foi o estopim.

Vale ressaltar que a Cambridge Analytica está em julgamento pela Comissão Federal de Comércio dos EUA e deverá pagar uma multa entre 3 e 5 bilhões de dólares.

Apple é processada em US$ 1 bilhão por jovem preso acusado de roubar loja da marca

Ousmane Bah de 18 anos foi preso em Nova York após ser confundido com ladrão que realizou uma série de roubos a lojas da Apple. O jovem alega que a empresa utilizou sistema de reconhecimento facial nas lojas e o mesmo o acusou erroneamente.

A série de roubos aconteceram em lojas da Apple em Boston, New Jersey, Delaware e Manhattan.

No momento do roubo da loja de Boston, que aconteceu no dia 31 de maio de 2018, Ousmane Bah disse que estava em sua formatura do ensino médio e possui inúmeras fotos e vídeos do evento, que aconteceu na cidade de Manhattan.

Outro fato que contribui para a versão de Bah é a análise das imagens de câmeras da lojas. O detetive encarregado do caso disse em entrevista que o jovem não aparenta em nada com o bandido.

Entretanto, em novembro do ano passado o jovem foi preso acusado de roubar US$1.200 em produtos Apple da loja de Boston. O mandado de prisão incluía uma ficha com foto que não era de Bah. Ele foi obrigado a responder diversas perguntas e alegações e após isto foi solto por falta de provas.

A defesa do jovem processou a Apple em US$1.000.000.000 pela errônea análise do reconhecimento facial que resultou na prisão.

Em resposta, a Apple Inc. alegou que não utiliza ferramenta de reconhecimento facial em suas lojas e que todo o processo de busca e apreensão do suposto ladrão foi papel da polícia de Nova York.

Alienware Area-51m: Notebook Dell com preço de carro

O Alienware Area-51m foi lançado no mês retrasado e traz o título de notebook mais potente da Dell. Com intuito gamer ,o computador pode chegar a custar R$21.900 no modelo mais avançado.

A Dell, fabricante do notebook super avançado, promete alto desempenho e taxa de quadros, em qualquer game disponível no mercado atual.

Para pagar sua promessa, o Alienware Area-51m vem com memória RAM de 16GB (2 x 8GB) e Intel Core i9 9900K, processador mais avançado da Intel. Complementando a sua velocidade de processamento a Dell trouxe uma placa de vídeo GeForce RTX 2080 8GB, também a mais forte da linha GeForce RTX.

A tela do notebook é de 17,3 polegadas e possui uma resolução Full HD de 144Hz.

O armazenamento interno conta com 256GB de SSD e 1TB de HD.

Além da invejável ficha técnica a Dell mostrou um poder enorme no desenvolvimento do design.

O Alienware Area-51m tem um visual futurista com vários LEDs, adornos e uma grande saída de ventilação que evidencia o visual agressivo voltado á mística tecnologia extraterrestre. Os notebooks estão disponíveis em duas cores: preço e cinza.

As portas disponíveis também não deixam a desejar: Uma porta Ethernet RJ-45, duas USB 3.0, uma USB 3.0 PowerShare, uma Thunderbolt 3, uma porta para amplificador gráfico Alienware, uma saída HDMI 2.0, duas saídas para fone de ouvido/microfone e uma saída mini-DisplayPort.

A bateria é o único setor deste dispositivo que pode ser discutido. A bateria de 90Whr não deve passar de três horas de duração em uso máximo.

A autonomia pode ser baixa, porém, já era esperado um tempo de uso consideravelmente pequeno. Um notebook com essas especificações demanda muita energia e ainda não há tecnologia no mercado que possa garantir aos gamers longas horas de jogatina longe das tomadas.

O preço de todo este maquinário descrito acima pode ser comprado nas lojas oficiais Dell pela bagatela de R$21.900.

A Dell ainda trouxe uma versão “mais barata” do Alienware Area-51m, pelo preço de R$17.900. Esta versão secundária possui apenas duas alterações: processador Intel Core i7 9700K e GeForce RTX 2070 8GB.

Xiaomi Mi Band 3 vs Huawei Honor Band 4

Para os amantes das pulseiras inteligentes a Xiaomi é referência no assunto. Porém, a sua maior rival chinesa, a Huawei, investiu alto e trouxe melhorias de ponta para a sua Honor Band. Estas, que colocaram as duas bands chinesas lado a lado.

O fato de que as duas bands trazem o maior custo-benefício do mercado ninguém pode negar. Agora, a pergunta que tende a ser feita é: Qual vale mais a pena? Qual a melhor?!

Começando pelo preço: a Xiaomi Mi Band 3 teve seu preço de lançamento de 30 dólares. Hoje, pouco mais de 6 meses depois, seu preço varia entre 25 e 27 dólares. A Huawei Honor Band 4 ainda possui seu preço de lançamento, pois foi anunciada oficialmente no começo do mês passado. Este preço é de 35 dólares.

Com o fator preço relativamente empatado, a mudança parcial deste resultado começa a mudar quando falamos sobre o display. A pulseira da Xiaomi conta com uma tela OLED monocromática de 0,78″ e 128×80 pixels. Uma qualidade baixa mas que para sua finalidade é muito aceitável. A Huawei traz uma tecnologia mais vívida: o AMOLED 240×120 pixels, colorido, mais brilho e nitidez. A tela também é um pouco maior, com 0,95″. Ponto para a Huawei.

Como a vida não é fácil, voltaremos para um empate. No quesito funcionalidade a Xiaomi tem uma vantagem considerável. Oficialmente, ambas possuem as mesmas ferramentas: contagem de passos e atividade física, medidor de horas e qualidade de sono, e medidor de batimento cardíaco. O que faz a Mi Band 3 se destacar é sua popularidade. Como assim? Sendo mais popular a Mi possuí muitos aplicativos e softwares não oficiais que adicionam ferramentas exclusivas á pulseira inteligente.

Os outros detalhes técnicos que devemos destacar são bem semelhantes. As duas pulseiras são a prova da água com 5 ATM. A bateria da Mi Band 3 possui 110mAh contra 100mAh da Honor Band 4, valores muitos parecidos. Versão do Bluetooth 4.2 para ambas.

Concluindo, o desempate geral é decidido por um detalhe não técnico: por ter mais tempo no mercado global a Xiaomi conta com mais suporte, seja no software quanto no hardware: é muito mais fácil encontrar aplicativos e películas/pulseiras para a Mi Band 3. Mas esta é uma consideração momentânea, visto que a Huawei está crescendo muito e seu suporte consequentemente vai melhorar nos próximos anos.

Novidade no YouTube Premium: desconto para universitários.

A Google, dona da plataforma de stream mais famosa do mundo, anunciou nesta quinta feira, 5 de abril, que o plano Youtube Premium terá desconto de 40% para universitários brasileiros.

A assinatura na plataforma elimina os anúncios antes e durante os vídeos, permite a reprodução do conteúdo em segundo plano e dá acesso ao Youtube Music e Youtube Originals.

O valor original do serviço é de R$20,90 ao mês. Com o desconto universitário ele custa R$12,50. A plataforma também possui o plano familiar, com o preço de R$31,90 para até 6 pessoas da mesma família.

O processo de verificação é obrigatório e realizado com a análise digital dos documentos do estudante juntamente com o seu comprovante de matrícula.

As instituições deverão estar cadastradas no SheerID, onde somente serão aceitas universidades de ensino superior certificadas e pelo governo para emitir certificados, títulos e diplomas.

Caso o estudante cumpra todos os requisitos, ele terá acesso á plataforma com preço especial por 4 anos, tendo que confirmar a frequência na instituição de ensino todo ano.

Samsung Galaxy S9, agora é uma boa hora para comprar?

Com a chegada do Samsung Galaxy S10, o novo topo de linha, é de se esperar uma queda de preço dos seus antecessores, mas a pergunta que fica é se ainda vale a pena comprar o Samsung Galaxy S9.

O preço caiu significativamente

Como esperado, o preço do Samsung Galaxy S9 caiu bastante, tem lojas no varejo que estão oferecendo quase 50% de desconto (selecionamos algumas para você) e isso aguça nossa vontade de ter um topo de linha. Até por que o Samsung Galaxy S9 ainda tem um design lindo e uma configuração espetacular.

Câmeras do Samsung Galaxy S9

O Samsung Galaxy S9 é capaz de registrar fotos incríveis, com sistema de lentes variáveis e um ótimo software ele não vai te decepcionar e vai garantir boas fotos para você por uns bons anos. O sistema de lente variável é, talvez, a grande inovação dessa geração da linha Galaxy S. Suas fotos serão excelentes.

Uma das melhores telas que você pode ter

Sim, caso você não saiba, mesmo os iPhones utilizam telas da Samsung, e no caso do Samsung Galaxy S9 você terá uma das melhores do mundo, conta com Gorilla Glass e o Super AMOLED com a curvatura Edge entrega uma tela de 83.6% na relação corpo/tela .

Baterias do Samsung Galaxy S9

Bom, falar em duração de bateria em celulares com telas e processamento de alta performance é sempre complicado, e no Samsung Galaxy S9 não é diferente, mas neste caso tem alguns pontos positivos, a recarga é muito rápida e confiável além de já oferecer recarga sem fio.

Configurações do Samsung Galaxy S9

Ano de lançamento: 2018
Tela: 5,8 polegadas (S9); 6,2 polegadas (S9+)
Câmeras: 8 MP (selfie), 12 MP (traseira)
Processador: Qualcomm Snapdragon 845
Memória RAM: 6 GB
Armazenamento: 64 GB, 128 GB, 256 GB
Bateria: 3000 mAh (S9); 3500mAh (S9+)

Conclusão

Sim, vale muito a pena comprar o Samsung Galaxy S9, continua sendo um topo de linha e com a queda de preço você vai pagar o preço de um intermediário. E com certeza é um aparelho que vai lhe servir muito bem por uns bons anos. Abaixo colocamos alguns links com lojas que estão oferecendo o Samsung Galaxy S9 com bons descontos.

Clique para comprar o Samsung Galaxy S9 com 54% de desconto na Americanas.com.

Clique para comprar o Samsung Galaxy S9 com 42% de desconto no Submarino.