Mangá spin-off de My Hero Academia começará um novo arco focado em Aizawa

Além do mangá e anime principal de My Hero Academia, o universo criado por Kohei Horikoshi também está sendo expandido no spin-off Boku no Hero Academia Illegals, que se passa cerca de 5 anos antes dos eventos atuais da história, se focando em um grupo de Vigilantes, heróis que atuam sem licença.

O capítulo 59 desse mangá começou um arco focado em Shota Aizawa, mostrando inicialmente uma conversa dele com Midnight, que recentemente assumiu a posição de professora na U.A. junto com o Present Mic. Enquanto ela perguntava quando Aizawa também se tornaria um professor, a conversa dos dois acaba sendo interrompida por Koichi, que está tentando salvar um gatinho de um vilão.

Após resolver a confusão, Aizawa acaba parando para conversa com Koichie, e se lembra da época em que ele também era um estudante da U.A. Além de vermos um pouco mais da sua amizade com Present Mic, o flashback também mostra outro amigo de Aizawa, um garoto chamado Oboro Shirakumo.

Possuindo uma Individualidade chamada Cloud, que o permite manipular a água para formar nuvens, esse personagem foi mencionado uma única fez no capítulo 217 do mangá principal de My Hero Academia. Esse derivado provavelmente explorará bem mais o seu passado e talvez tratará uma resposta para o fato dele nunca ter aparecido nos eventos atuais da história.

My Hero Academia começou a ser publicado por Kohei Horikoshi em 2014 e é um dos mangás mais vendidos da atualidade.

As histórias de Izuku Midoriya e seus amigos são lançadas semanalmente no Japão. Além disso, o anime conta com três temporadas e uma quarta temporada programada para outubro de 2019.

O anime pode ser assistido na íntegra no Crunchyroll, em japonês com legendas em português.

retirado de ( https://criticalhits.com.br/anime/manga-spin-off-de-my-hero-academia-comecara-um-novo-arco-focado-em-aizawa/ )

Yu-Gi-Oh! terá novo anime em 2020

Konami anuncia oficialmente novo arco para Yu-Gi-Oh

Yu-Gi-Oh é conhecido mundialmente como um dos card games mais populares entre várias gerações. Além de render diversos jogos, animações e produtos derivados, a franquia também conta com uma vasta gama de cartas dividas entre monstros, mágicas e armadilhas.PUBLICIDADE

Dito isso, em 2020, veremos o surgimento de mais um Yu-Gi-Oh. Oficializado pela Konami, o novo anime contará com uma trajetória inédita, trazendo mais um protagonista para a franquia.

Confira o teaser:

Apesar de ter feito o anúncio, a Konami ainda não divulgou informações relevantes sobre sua nova produção. Sendo assim, estamos à deriva quando se trata de informações desta nova empreitada. Até onde sabemos, o anime chegará em 2020, mas segue ainda sem data de lançamento oficial.

O último anime lançado foi Yu-Gi-Oh! VRAINS, que chegou em 2016. Antes dele, outros arcos como Arc VGX, e mais 4 animes foram produzidos. Desta vez, o estúdio Gallop estará a cargo do projeto, contando com a direção de Masahiro Hosoda e roteiro de Shin Yoshida.

Por enquanto, nos resta apenas aguardar por maiores informações a respeito do novo anime.

Yu-Gi-Oh se tornou conhecido em solo brasileiro através das exibições que ocorriam durante a finada “TV Globinho“. O anime era transmitido pela rede Globo – que inclusive também apresentou a versão GX posteriormente – mas com o tempo, foi dexado de lado. Embora a franquia tenha uma base sólida de jogadores ao redor do mundo, a obra perdeu sua relevância no Brasil com o passar dos anos. E isso porque, cada vez mais se tornou difícil colecionar cartas e encontrar postos de venda com preço acessível. Em suma, tanto a falta de interesse geral quanto a ausência do anime resultaram em uma grande queda de popularidade.


Fonte: YouTube

retirado de combo infinito ( https://www.comboinfinito.com.br/principal/yu-gi-oh-tera-novo-anime-em-2020/ )

Série baseada em Watchmen ganha seu primeiro trailer; veja

Nesta quarta-feira, dia 8 de maio, a HBO lançou o primeiro trailer da mais nova série baseada nos livros em quadrinhos de Watchmen. A produção tem estreia planejada até o final deste ano e já confirmou os atores Jeremy Irons e Regina King em seu elenco.

Os HQs de Watchmen foram criados por Alan Moore e lançados pela DC, nos anos 1980. A obra teve grande sucesso na eṕoca e foi adaptada no filme que leva o mesmo título das histórias em quadrinhos, lançado em 2009 com direção de Zack Snyder.

Nesta nova adaptação em seriado de televisão produzida pela HBO, o canal americano afirmou: “A série será uma reimaginação moderna do graphic novel revolucionário de Alan Moore sobre vigilantes mascarados”.

A trama gira entorno das consequencias obtidas pelos Estados Unidos após proibir a ação de super-heróis em meio á Guerra Fria.

Ainda sem uma data oficial de lançamento, a HBO prometeu que irá fazer de tudo para a série Watchmen ser lançada até o final deste ano.

Game of Thrones: Casa Targaryen deve ganhar série própria

Com a série record de audiência Game of Thrones em seus últimos episódios, a continuação da trama nas telas estão ganhando várias teorias.

A criação de séries derivadas ja é algo concreto, uma delas foi cancelada recentemente, porém, a outra, que deve se chamar ‘A Longa Noite’, já está no início de sua criação. Segundo o autor George R.R. Matin, ainda há planos de mais uma série que será focada na casa Targaryen.

A conturbada história da guerra pelo Trono de Ferro de Westeros chega á sua oitava e última temporada. Game of Thrones é baseada nos livros de Martin, as 7 obras literárias nomeadas ‘As Crônicas de Gelo e Fogo’.

Nessa última temporada os aliados de Jon Snow e Daenerys Targaryen lidam com a ameaça da família Lannister, que está capaz de derramar muito sangue para continuar no poder.

Segundo o Guinness World Records, a oitava temporada de Game of Thrones já ultrapassou a média global de audiência de todas as outras séries de TV lançadas nos últimos quatro anos.

Para continuar com todo este sucesso, a nova aposta da HBO é investir em séries derivadas do Universo de Game of Thrones.

A última pista foi dada pelo autor dos livros em que a série é baseada. George R.R. Martin escreveu em seu blog: “Sobre o que eles [spin-offs] são? Não posso dizer. Mas vocês deveriam comprar uma cópia do livro Fogo e Sangue e criar suas próprias teorias”.

Fogo e Sangue, lançado em 2018, é um dos livros sobre o Universo GoT. Ele conta a história da Casa Targaryan, que governou Westeros durante 300 anos e da qual Daenerys é uma das últimas representantes restantes.

Apesar de não ser uma notícia oficial, muitos fãs já estão especulando sobre a futura série pelo simples fato da fonte ser uma pessoa “até que confiável”, simplesmente o criador de todo o Universo Game of Thrones.

Sobre ‘A Longa Noite’, Martin confirmou que ela começa a ser filmada ainda neste ano, portanto podemos ter certeza que, apesar de Game of Thrones estar em sua última temporada, o seu universo não se encerra por aí.



Death Note, mangá ganhará nova história

A informação é da renomada revista japonesa Jump Square. Segundo a revista, que é uma das principais do ramo de mangás no Japão, a história inédita sobre a obra Death Note contará as consequências da chegada dos shinigamis á Terra.

O novo capítulo será escrito por Takeshi Obata, o mesmo mangaká responsável pela arte da história original de Death Note, fato que alegrou muito os fãs da série.

Ainda sem ter seu título oficial revelado, o novo capítulo que conta sobre as chegadas dos shinimagis á terra ganhou o nome provisório de “1-shot”.

A data de lançamento também não foi divulgada, porém, a produtora disse que em um evento do mangaká Obata uma prévia do manuscrito original do novo capítulo será exibida.

Este evento, que celebrará a carreira de Takeshi Obata, acontecerá entre 13 de julho e 12 de agosto, em Tóquio.

O mangá Death Note começou a ser publicado em 2003, pela JBC. Com o grande sucesso, a obra virou anime em 2006 e recebeu dois filmes, uma produção japonesa e uma original da Netflix, ambas em 2007.


Amazon anuncia planos de sistema de streaming de música

Segundo reportagem do portal americano Billboard, a Amazon está avaliando a criação de um serviço de streaming de música gratuito a fim de competir lado a lado com Spotify, Deezer e Apple Music.

A empresa apresentou uma plataforma bem parecida com o Spotify, com um serviço gratuito que seria patrocinado com anúncios. Para quem desejar se livrar dos anúncios, uma versão paga também estaria disponível.

Toda a utilização seria vinculada ao dispositivo Echo, que oferece um catálogo limitado ao público.

O vazamento teve uma grande repercussão e chegou ao nível de fazer as ações do Spotify caírem 4% momentos após ser anunciado.

Até o presente momento a Amazon oferece o serviço de assinaturas Prime que contém o Prime Music. O plano custa U$119,00 por ano, porém, o serviço de músicas não é a principal regalia do pacote.

Também segundo o Billboard, o projeto está quase pronto e nas próximas semanas a Amazon colocará seu serviço de streaming de música em evidência.

Top 10 Netflix oficial e semanal por gênero

A Netflix, que geralmente é muito exclusiva em relação a seus dados, anuncia oficialmente que irá publicar um Top 10 Netflix semanal por cada gênero.

Vale lembrar que o serviço de streaming mais famoso do mundo já oferece um sistema parecido, os “em alta”. Todavia, estes resultados são muito mais baseados nas suas escolhas ou em lançamentos.

Para quem tem curiosidade em saber quais títulos são mais assistidos ou para os que querem fugir das suas categorias cotidianas, a ferramenta vai agradar bastante e foi muito bem comentada nas redes sociais.

O CEO da Netflix anunciou a novidade em comunicado oficial. “Para aqueles que querem ver o que os outros estão assistindo, isso pode facilitar ainda mais a escolha dos títulos”, adicionou ele.

Também de acordo com o comunicado, a empresa tem planos de testar o serviço Top 10 Netflix no Reino Unido, e se tiver sucesso irá expandir para o resto do globo.

O serviço Top 10 Netflix pode ser muito bem vindo, como usuários sabemos do dilema que é escolher o que assistir, sendo assim qualquer facilidade neste sentido é sempre muito bem vinda.

HBO anuncia abrir sinal na estreia de Game of Thrones

O canal Home Box Office, mais conhecido pela sua sigla HBO, anunciou nesta quarta feira, 11 de abril, que vai deixar seu sinal livre para as operadoras NET, Oi, Claro, Vivo e Sky.

Após o documentário de mais de duas horas sobre os bastidores da última temporada de Game of Thrones, a HBO anunciou a novidade. O sinal estará disponível do dia 12 até o 14 de abril.

A última e oitava temporada da série vai ao ar neste domingo, 14 de abril, ás 22 horas e a expectativa é de que ele registre recordes de audiência.

A temporada em sí será mais curta do que as anteriores, mas com episódios mais longos, entre 1h30 e 2h de duração.

A série que foi lançada em 2011 é baseada nos livros As Crônicas de Gelo e Fogo, de George R. R. Martin. A versão literária ainda não chegou ao final, e o autor, Martin, confirmou em entrevistas que não interferiu no roteiro dos últimos episódios.

O primeiro episódio poderá ser acompanhado por qualquer assinante de qualquer pacote das operadoras citadas anteriormente, mas o restante da temporada terá exclusividade do Canal HBO, na TV a cabo ou no serviço de streaming do canal, HBO Go.

Confira as 5 séries mais assistidas da Netflix no último ano.

A Netflix, principal serviço de streaming pago da internet, possui um perfil muito discreto quanto a seus números. Porém, a empresa americana contrariou essa característica e divulgou os títulos mais assistidos do último ano. Confira a seguir as 5 séries mais “maratonadas”

ON MY BLOCK

A série mais vista em 2018 foi lançada exclusivamente na Netflix no dia 16 de março de 2018. É uma comédia dramática que conta a história de quatro amigos adolescentes com uma agitada vida em Los Angeles. O quarteto com pouco dinheiro mas muita amizade vive vários desafios na escola onde estudam, principal cenário da produção de Lauren Lungerich. Atualmente a Netflix está disponibilizando os episódios da segunda temporada.

MAKING A MURDERER

No documentário, a trama conta sobre a vida de Steven Avery, que foi julgado culpado de um assassinato que não cometeu. Após 18 anos preso ele consegue a liberdade devido á um exame de DNA que prova sua inocência. Em 10 episódios a série conta as contradições que giram em torno de toda a investigação do caso.

13 REASONS WHY

A série, uma das mais comentadas dos últimos tempo e terceira mais vista na plataforma americana no último ano, conta a história de Hanna Baker, que antes de cometer suicídio gravou 13 fitas onde ela lista os motivos que a levaram a interromper sua vida. A obra de Brian Yorkey, no entanto, sofreu várias críticas por abordar tão visivelmente o polêmico tema ‘suicídio”.

LAST CHANCE U

Last Chance U é outro documentário que integra a lista de séries mais vistas da Netflix. Em quarto lugar a obra conta a história de alunos que batalham duro para fazer parte do melhor time estudantil de futebol americano dos Estados Unidos.

BODYGUARD

A produção de Jed Mercúrio conta a história do veterano de guerra David Budd. Agora trabalhando para o Serviço de Polícia de Londres, ele é designado a ser segurança pessoal da secretária do estado, cuja política vai contra todos os seus princípios. Ele se vê dividido entre cumprir seu dever e seguir suas crenças.