New Shepard lançará as primeiras pessoas no espaço “este ano”

O CEO da Amazon, Jeff Bezos, quer enviar seus primeiros passageiros ao espaço ainda este ano. Bezos falou durante um evento privado no Yale Club, em Nova York, falando que este será o ano.

“Este ano. Esta é a primeira vez que venho dizendo “este ano”. Por alguns anos, venho dizendo “no próximo ano”, disse Bezos a Jeff Foust, redator sênior do Space News, durante o evento.

A empresa de turismo espacial do bilionário, a Blue Origins, vem dando grandes passos em direção a essa meta nos últimos anos. Seu carro-chefe suborbital New Shepard atingiu a chamada linha Kármán (62 milhas ou 100 km), amplamente aceita como a borda do espaço exterior, pela primeira vez durante um voo de teste em 2015.

Isso é um pouco mais alto do que os esforços recentes da Virgin Galactic para chegar ao espaço com seu avião espacial SpaceShipTwo, que alcançou uma nova altitude máxima de 55,85 milhas (89,9 km) ontem.

Trocando Farpas

“Uma das questões que a Virgin Galactic terá que resolver, eventualmente, é que eles não estão voando acima da Linha Kármán, ainda não”, disse Bezos à Space News durante um almoço na quarta-feira em Nova York. “Eu acho que uma das coisas que eles terão para descobrir como ficar acima da linha Karman.”

O foguete New Glenn, muito maior, da Blue Origin, é um foguete muito mais capaz de atingir a órbita baixa da Terra (centenas de milhares de quilômetros acima da linha Kármán). A empresa tem como objetivo um vôo de teste de 2021 a partir de Cabo Canaveral, na Flórida.

Mas a Blue Origin também quer ir além da órbita da Terra. Seu objetivo é completar uma missão de pouso lunar antes de 2023.

De qualquer maneira será um turismo caro, não é como ir para a Disney, mas como tudo no mundo da tecnologia com certeza ficará cada vez mais barato e a “concorrência” é sempre bem vinda.

‘Bem-estar Digital’ da Google disponível para a família Moto G7

Lançado em 2018 o aplicativo ‘Bem-estar Digital’ da Google começa a ficar disponível para toda a família Motorola Moto G7, o aplicativo pode te ajudar a identificar o consumo excessivo do SmartPhone a ajudar na conscientização do tempo que você gasta em cada aplicativo.

O aplicativo ‘Bem-estar Digital’ estava disponível apenas para quem tinha um celular da Google, o Pixel, mas felizmente está gradualmente sendo liberado para alguns dispositivos como a linha ZenFone 5 e agora a família Moto G7. Confira alguns dos recursos:

Resumo diário dos seus hábitos digitais:

• Com que frequência você usa diferentes apps.
• Quantas notificações você recebe.
• Com que frequência você verifica o smartphone.

Desconecte-se quando quiser:

• Os timers diários de uso de apps permitem que você defina limites para o uso dos apps.
• O recurso “Relaxar” lembra você de se desconectar durante a noite com a configuração de uma programação para colocar a tela em escala de cinza. O modo “Não perturbe” silencia as notificações para que você tenha uma boa noite de sono.

Não perca tempo, instale agora e nos conte como está sendo sua experiência. Deixe nos comentários, em qual aplicativo você mais passa seu tempo?

3 razões para não ter medo de carros autônomos

Muito tem se falado das falhas dos carros autônomos mas os desafios que foram superados até agora provam que é o futuro. Ainda bem, com o trânsito cada vez mais complicado talvez seja muito melhor deixar que a máquina cuide disso.

Uma matéria no Guardian avisou que carros autônomos estavam entrando na “fase mais perigosa”, embalando-nos em uma falsa sensação de segurança – apesar do fato de que pessoas foram pegos usando-as no piloto automático, levando a acidentes e prisões por dirigir embriagado.

Um artigo da Universidade de Harvard sobre inteligência artificial observa que a maioria dos carros autônomos só foi testada em estradas secundárias porque “os engenheiros de software ainda não confiam em seus programas para avaliar corretamente todas as possíveis situações que podem ocorrer no trânsito”.

Mas os números não mentem, o carro autônomo já foi considerado “melhor que um motorista humano”. Estatisticamente falando, em 2016, um carro autônomo causou uma fatalidade; nesse mesmo ano, os seres humanos causaram mais de 40.000. E se retirarmos algumas das restrições que atualmente mantêm carros autônomos – como esperar que elas sejam duas vezes mais seguras que os humanos antes de chegarem à estrada – a Intel prevê que a indústria valerá US $ 7 trilhões até 2050. Também economizará US$234 bilhões em despesas de segurança pública.

Por que devemos entrar a bordo?

Embora seja fácil resistir a carros autônomos agora, não demorará muito para que eles sejam comuns – e aqui estão três boas razões para isso.

1. A economia global terá um grande impulso.
A previsão da Intel de uma economia de US$7 trilhões aumentada por carros autônomos – por meio de serviços em veículos, mobilidade empresarial como serviço e mobilidade como serviço – significa que a “intensidade da TI” dobrará. Como Alex Davies da WIRED explica: “Se você quer um emprego nesta nova economia, suas melhores apostas são TI e processamento de dados.” Isso sinaliza que, embora nossos medos sobre robôs roubando nossos empregos possam ser verdade, haverá outros empregos para tomar o seu lugar e nos manter trabalhando.

2. Autonomia irá inovar as operações de negócios.
Embora os carros autônomos consigam distribuir pacotes Amazon Prime ainda mais rapidamente do que seus irmãos movidos por seres humanos, esse não é o limite do impacto operacional que as empresas verão. O setor de logística como um todo já foi afetado: espera-se que o pelotão de caminhões reduza os prazos e despesas de entrega, chegando a 10% dos custos do diesel. Rob Cook, vice-presidente de tecnologia e soluções da Sheer Logistics, fornecedora de logística terceirizada, afirma que “os benefícios da automação vão além da economia e eficiência de custos. Os veículos autônomos obedecem aos protocolos de segurança ao pé da letra e podem operar no meio da noite, quando as estradas estão relativamente livres de motoristas. Isso significa menos caminhoneiros cansados, remessas mais rápidas e uma provável redução de acidentes ”.

3. As empresas vão às ruas e agilizam os serviços.
Além da logística de longo prazo das empresas, as empresas locais também se beneficiarão dos carros autônomos. Serviços locais, como entrega de pizzas e correios de porta em porta, podem aproveitar as economias de velocidade e gás dos carros autônomos. Mas os especialistas também vislumbram coisas como livrarias, ginásios e hotéis autônomos, o que poderia favorecer a economia de compartilhamento atualmente alimentada pelos aluguéis com hospedagem no Airbnb. (E não vamos esquecer que o compartilhamento de caronas, o outro produto básico da economia de compartilhamento, provavelmente ficará muito mais barato.)

Moto elétrica SR/F da Zero roda 160 milhas com uma carga

A nova moto pode atingir velocidades máximas de 120 MPH com preços a partir de US$18,995. Mas infelizmente ainda é uma realidade muito distante para o Brasil.

Zero Motorcycles, a Tesla do mundo da motocicleta, anunciou a mais recente adição à sua linha de motos elétricas hoje. A 2020 SR/F oferece um motor refrigerado a ar que pode produzir 110 cavalos de potência e 140 libras-pés de torque. A moto pode atingir uma velocidade máxima de 120 km/h e viajar 160 quilômetros com uma única carga. A versão base da última moto do Zero terá um preço de US$18.995.

Embora o pacote básico seja impressionante, a Zero também tem alguns complementos para pessoas que querem um pouco mais de seu passeio. A SR/F tem um tanque de energia adicional disponível que aumenta o alcance de cada percurso em cerca de 25%. Há também uma opção de carregamento extra rápida que vem com a versão premium da moto. Oferece uma carga quase total, de 0 a 95%, em apenas uma hora. O modelo premium também possui guidão aquecido, caso você queira ficar quentinho no inverno.

Semelhante ao Tesla, Zero oferece atualizações para sua moto. Quando um novo software está disponível, ele é entregue automaticamente à máquina, que executa o próprio software da Zero chamado Cypher III. A SR/F também terá seu próprio aplicativo dedicado que os usuários podem usar para rastrear suas viagens, compartilhar passeios e receber alertas sobre qualquer atividade inesperada da moto. Ele também oferecerá um painel colorido personalizável que mostrará as informações que você deseja ver. Zero diz que o SR/F é a primeira motocicleta totalmente “inteligente”.

Microsoft HoloLens 2 destaca realidade aumentada para os negócios

Apresentado em uma conferência de imprensa em Barcelona, o fone de ouvido de realidade aumentada HoloLens 2 da Microsoft promete mais recursos, melhores telas virtuais e uma experiência mais confortável ao usar o fone de ouvido.

“Imagine transformar qualquer sala em um local de trabalho infinito, quando você pode teletransportar sua presença para qualquer lugar e visualizar e colaborar em suas ideias com qualquer pessoa sem esforço”, Alex Kipman, líder do projeto na Microsoft, disse à platéia. Complemetando “Você pode transformar a computação pessoal em computação verdadeiramente colaborativa, onde os dispositivos se tornam lentes em nosso mundo conectado”.

O visor a laser com painéis de vidro delgados, refletem projeções holográficas em seus olhos. Também está muito mais leve em relação ao seu antecessor. A Microsoft afirmou ao único que dispositivo holográfico pode exibir 47 pixels graus de campo de visão, tornando as fontes de 8 pontos legíveis. Isso significa que poderemos ter muito mais informações na tela.

HoloLens 2 é impressionante, mas ainda parece ser um produto de nicho. Sim, tem benefícios e sim, esta versão é mais barata que a anterior – mas o HoloLens 2 ainda se parece um pouco com um projeto especial para clientes da Microsoft selecionados.

No evento a Microsoft descreveu o produto como uma tecnologia que se tornou útil e parte da estrutura dos negócios – obviamente a HoloLens ainda não está perto disso, porque, embora potencialmente muito útil, definitivamente ainda não chegou lá.

Telefones dobráveis, os primeiros modelos, precisamos deles?

Parece que 2019 será o ano do telefone dobrável, já estamos vendo os primeiros modelos surgirem – como o Samsung Galaxy Fold e o Huawei Mate X. Depois de anos de rumores a tecnologia está finalmente disponível. A pergunta que fica é se precisamos realmente deles.

Acredito que sim, é algo que irá expandir o modo como interagimos com o conteúdo, algo que o Tablet tentou fazer, mas como os números das vendas tem mostrado, não conseguiu preencher essa lacuna com sucesso.

Como toda nova tecnologia, os primeiros modelos são extremamente caros e com certeza terão que passar por muitas melhorias, já pensou no consumo de bateria dessas telas? E do desgaste físico do mecanismo de dobradiça? Inicialmente apenas os early adopters entrarão nesse barco até que a indústria consiga recuperar o investimento que fez, popularizar e aperfeiçoar a tecnologia.

Enquanto isso nós aqui do Nerd separamos para você um resumo dos primeiros modelos que já estão aparecendo e alguns que estão por vir, de qualquer maneira, o fato é que será uma batalha épica entre os Americanos e Chineses pela liderança do mercado. E quem ganha com essa guerra somos nós, consumidores.

Samsung Galaxy Fold

Finalmente, após intermináveis vazamentos e rumores, o celular Samsung dobrável é oficial: o Samsung Galaxy Fold tem uma tela de 7,3 polegadas que se dobra quando você está pronto para colocá-lo no seu bolso.

Estará disponível em abril de 2019 e vai custar US$1.980, assustador né? Lembra aquele papo da indústria recuperar o investimento? Mas pelo menos você tem muita tecnologia por dentro: um processador de ponta, 12 GB de RAM e 512 GB de armazenamento. Haverá uma câmera traseira 16MP + 12MP + 12MP de lente tripla e uma bateria de 4.380mAh dividida em duas seções.

No lado do software, a Samsung diz que você pode executar três aplicativos lado a lado na dobra, se você quiser. Além disso, qualquer aplicativo que você esteja executando na parte frontal do dispositivo alternará facilmente para o meio quando você abri-lo.

Huawei Mate X

Revelado no MWC 2019, ele é dobrado ao contrário do Samsung, isso permite que a tela fique sempre exposta para fora, acho muito mais interessante, porém vamos ver como é a resistência dessa tela, teremos que repensar sobre como proteger a tela já que as películas de hoje com certeza não irão resolver o problema.

Quando aberto, você tem um tablet de tela inteira de 8 polegadas; quando fechado, você tem telas na frente e atrás, bem como uma pegada segurando a tecnologia da câmera. Ele também é mais fino do que você imagina e, além de ter algumas especificações premium (incluindo o processador Kirin 980), ele também oferece conectividade 5G. Não é um pacote ruim.

Com isso tudo ele consegue ser ainda mais caro do que o Samsung Galaxy Fold: a Huawei diz que o preço será de 2.299 euros quando o Mate X chegar às lojas no verão de 2019. Se você gosta da aparência, é melhor começar a economizar.

Oppo Foldable Phone

A Oppo ainda não tem oficialmente um celular dobrável, mas o que ele tem é um protótipo de telefone dobrável que nós tivemos um vislumbre do MWC 2019 – e é um que se parece muito com o Huawei Mate X.

Infelizmente, não sabemos muito mais sobre esse telefone, a imagem que você vê acima é tudo que temos para mostrar até o momento. Parece que a dobradiça funciona da mesma maneira que o dispositivo da Huawei.

Quanto a todas as especificações, além de tecnologias como a 5G, teremos que esperar para ver – mas com os telefones dobráveis agora sendo vendidos ao público, a Oppo não vai querer ficar atrás.

Apesar de nenhum destes modelos estar disponível no mercado são os que estão à caminho, o Samsung já tem até data de lançamento, enquanto aguardamos os outros fabricantes devemos um parabéns à Samsung que até o momento está ganhando a batalha.

Outros fabricantes como a LG, Motorola e Apple não apresentaram nada além de protótipos e pedidos de patentes e rumores. Estamos atentos para trazer para você as próximas novidades. Não deixe de enviar sua opinião sobre a nova tecnologia.

10 Séries na Netflix que merecem uma maratona

Com tanto conteúdo de qualidade sendo criado hoje fica até difícil escolher qual série merece o seu tempo não é? Por isso, para te dar uma ajudinha, fizemos uma seleção de 10 séries que merecem uma maratona.

Importante, a lista não é um ranking.

Altered Carbon

Após 250 anos no gelo, ele retorna em um novo corpo com uma missão: solucionar um complexo mistério e conquistar sua liberdade. A série baseada no romance ciberpunk de Richard K. Morgan recebeu uma indicação ao Emmy de Efeitos Visuais.

Estrelando: Joel Kinnaman, James Purefoy, Martha Higareda

The End of The F**king World

Nesta comédia de humor negro, um adolescente psicopata e uma rebelde louca por aventuras caem na estrada em uma malfadada viagem, a trilha sonora é ótima. Baseado nos quadrinhos de Charles Forsman.

Estrelando:Jessica Barden, Alex Lawther, Steve Oram

Perdidos no Espaço

A adaptação da icônica série com ótimos efeitos especiais. Após um pouso forçado em um planeta desconhecido, a família Robinson tenta sobreviver aos perigos que encontra neste novo mundo.

Estrelando: Molly Parker, Toby Stephens, Maxwell Jenkins

Stranger Things

Quando um garoto desaparece, a cidade toda participa nas buscas. Mas o que encontram são segredos, forças sobrenaturais e uma menina. A homenagem aos clássicos de ficção científica e terror dos anos 80 teve 31 indicações ao Emmy, incluindo Melhor Drama.

Estrelando: Winona Ryder, David Harbour, Finn Wolfhard

https://www.youtube.com/watch?v=AkpZenNgGno

Big Bouth

Uma dupla de adolescentes vê suas vidas colocadas de pernas para o ar pelas maravilhas e horrores da puberdade, nesta comédia dos amigos Nick Kroll e Andrew Goldberg. Criação de: Criação:Nick Kroll, Andrew Goldberg, Mark Levin, Jennifer Flackett.

Estrelando: Nick Kroll, John Mulaney, Jessi Klein

Black Mirror

Esta série antológica de ficção científica explora um futuro próximo onde a natureza humana e a tecnologia de ponta entram em um perigoso conflito. A série cult conquistou seis Emmys, incluindo dois de Melhor Filme para TV (“USS Callister” e “San Junipero”).

Estrelando: Jesse Plemons, Cristin Milioti, Jimmi Simpson

https://www.youtube.com/watch?v=rnrCdi53G7A

Black Mirror Bandersnatch

Em 1984, um jovem programador começa a adaptar um romance fantástico para videogame e põe em questão a própria realidade. Uma história alucinante com múltiplos finais. Quase que obrigatória para Nerds.

Estrelando: Fionn Whitehead, Will Poulter, Craig Parkinson

Maniac

Dois desconhecidos se aproximam durante o teste de uma nova droga farmacêutica controlado por um médico com seus próprios traumas e um computador emocionalmente complexo.

Estrelando: Emma Stone, Jonah Hill, Justin Theroux

Breaking Bad

Ao saber que tem câncer, um professor passa a fabricar metanfetamina pelo futuro da família, mudando o destino de todos. “Breaking Bad” levou um total de 16 Prêmios Emmy, incluindo quatro por Melhor Ator Dramático para Bryan Cranston.

Estrelando: Bryan Cranston, Aaron Paul, Anna Gunn

Anon

Em um futuro em que a tecnologia tornou a privacidade uma ideia obsoleta, um detetive investiga um serial killer que foi deletado de todas as imagens em arquivo. Este thriller futurista é estrelado por Clive Owen (“Filhos da Esperança”) e Amanda Seyfried (“Mamma Mia!”).

Estrelando: Clive Owen, Amanda Seyfried, Colm Feore

Conta pra gente, qual a sua favorita? Se tiver alguma sugestão nos envie e nos ajude a montar a próxima lista.

‘Smash and Grab’ um curta sobre amizade da Pixar

A Pixar está de vonta com outro adorável SparkShorts para fazer seu coração crescer e seus olhos ficarem enevoados. Cá entre nós eles são muito bons nisso.

Em Smash and Grab, dois robôs trabalham dia após dia a bordo de um tipo de trem de mineração no futuro. Eles passam os dias ali no mesmo espaço físico, mas as linhas de energia que fornecem energia para cada um são mantidas separadas por toda a eternidade. Isso até que um dos robôs espia pela janela e percebe um vislumbre de uma vida melhor. Por que todos nós não deveríamos fazer isso? Então ele inicia um plano…

O projeto SparkShots da Pixar é um programa muito legal para os artistas produzirem seus curtas e ganhar visibilidade. “O programa SparkShorts foi desenvolvido para descobrir novos contadores de histórias, explorar novas técnicas e novos fluxos de trabalho e produção. Esses filmes são diferentes de tudo que já fizemos na Pixar, proporcionando uma oportunidade para desvendar o potencial de artistas individuais e suas abordagens inventivas de cinema em uma escala menor”, conta Jim Morris, presidente da Pixar.

Assista de deixe seus comentários.

O que esperar do PS5 e da nova geração de jogos?

A cada geração pensamos que seria a última, a mais poderosa e que não seria possível melhorar ao menos na tela de uma TV, mas a tecnologia não é assim, está sempre evoluindo e nos games não poderia ser diferente.

Há muitos rumores de que a próxima geração dos consoles teria como maior objetivo fornecer jogos diretamente da nuvem e consoles não muito mais potentes que os atuais, será? Acredito que em partes pode ser verdade, cada vez mais teremos mais conteúdo na nuvem mas quando o assunto é processamento mesmo nos países com uma infra-estrutura mais robusta isso ainda é uma realidade distante.

Tem um monte conteúdo falando sobre o PS5 mas nada concreto de fato, a única informação que temos até o momento é uma declaração do CEO da Sony (Kenichiro Uoshida) confirmando que o hardware da próxima geração é “necessário”. Em um nível isso pode não parecer muito necessário, quando você joga Homem-Aranha da Marvel, God of War e Red Dead Redemption 2 é impossível não ficar impressionado, ainda, com o lançamento do PS4 Pro que ajudou muito com a imagem e a tornar mais fluído os jogos em alguns cenários.

Porém podemos notar alguma movimentação estratégica da Sony, que já observamos no passado e parece sempre se repetir alguns meses antes de um grande lançamento como no caso do PS5. Mesmo dominando essa geração de consoles a Sony parece estar diminuindo o ritmo. As vendas de hardware atingiram o pico. Existem quatro grandes títulos sem data de lançamento definidos, o que sugere que sejam lançamentos entre gerações e ainda temos a decisão da Sony de pular a E3 2019.

Muitas fontes apontam para o final de 2020 como a data de lançamento mais provável para o PS5. O super conectado editor da Kotaku, Jason Schreier, espera que o console chegue no próximo ano, enquanto as previsões da própria Sony para uma queda de rentabilidade da PlayStation até março de 2021 sugerem que a gigante japonesa está realmente se preparando para os pesados custos de um lançamento de hardware antes disso.

Se o PS5 realmente estiver pronto para o lançamento no feriado de 2020, todos os grandes estúdios já saberão sobre as especificações de seu hardware. E se a previsão de lançamento seguir um cronograma semelhante, poderemos ouvir sobre esse hardware muito em breve. Penso em alguma novidade saindo depois da Game Developers Conference que acontece em março em São Francisco.

Enquanto isso, tudo que você vai encontrar por aí são especulações, porém infundadas, sobre o que esse hardware poderá entregar. Mas cá entre nós, isso já faz parte da diversão não é? Gosto de imaginar as possibilidades de uma nova tecnologia e você? Por isso tem um video aqui que mostra alguns dos avanços em softwares que provavelmente estarão disponíveis nas próximas plataformas.

Fortnite World Cup vai entregar US$30 milhões

A tão aguardada Copa do Mundo de Fortnite vai acontecer finalmente e haverá muito dinheiro em jogo, serão US$30 milhões na disputa, está treinando bastante Nerd?

Será um evento grandioso que irá durar vários dias e possivelmente vai entregar o maior prêmio da história do e-sports, será um total de US$30 milhões de verdinhas em disputa, incluindo US$3 milhões para o campeão. Para efeito de comparação, o torneio internacional de Dota 2 do ano passado entregou um total de US$25 milhões. Vale lembrar que para participar você deve ter pelo menos 13 anos de idade.

No anúncio a Epic Games também detalhou o processo de qualificação para o evento. Entre 13 de abril e 16 de junho, a empresa realizará 10 torneios classificatórios online, cada um com uma premiação de US$1 milhão onde a Epic diz que será “distribuída amplamente”. No final a Epic determinará os 100 melhores jogadores solo de Fortnite. 50 melhores duplas, que depois irão para as finais em Nova York, onde cada participante tem uma garantia de pelo menos US$50.000 em ganhos.

Anunciada o ano passado dutante a E3 a Epic prometeu um orçamento de US$100 milhões para e-sports este ano. Desde então, a empresa testou diversos formatos e foram se aperfeiçoando constantemente. No caminho a Epic introduziu novos recursos mirando a concorrência, como torneios in-game e também prometeu não introduzir recursos que mudam o jogo, como o temido Infinity Blade antes de grandes torneios.

Fora da Copa do Mundo, a Epic diz que continuará a realizar grandes eventos ao logo de todo o ano, com torneios adicionais de US$1 milhão que “terão uma variedade maior de modos e formatos para abrir o campo competitivo.”. Bom, se você manda bem em Fortnite é uma boa oportunidade de faturar e se divertir muito.